quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Expresse o seu melhor...

Na noite desta quarta-feira, 9, participei do lançamento do novo conceito de marketing da International Paper.

Uma agradável recepção no restaurante Piola, nos Jardins em São Paulo.

Após as emocionadas palavras de Máximo Pacheco que assume a presidência da IP para a Europa, África, Oriente Médio e Rússia, o novo presidente para América Latina, Jean-Michel Ribieras anunciou em franco-portunhol que vai "expressar o seu melhor, todos os dias" fazendo alusão ao novo conceito da empresa.

O diretor global florestal Armando Santiago também prestigiou o evento.

"Expresse o seu melhor"

A ideia central da nova mensagem institucional da International Paper valoriza a expressão do melhor de cada pessoa.

"A IP faz o seu melhor quando busca processos sustentáveis para fabricar papéis para imprimir e escrever de alta qualidade, quando investe na questão ética, no desenvolvimento e na gestão de pessoas e quando promove iniciativas e projetos socioambientais que contribuem para a conservação da natureza e para o desenvolvimento de jovens cidadãos nas comunidades onde atua", ressaltou o diretor jurídico e de assuntos corporativos da IP, Ricardo Zangirolami.

O novo posicionamento deve aproximar a marca às pessoas. Planejado a partir do entendimento da relevância dos papéis Chamex, Chamequinho e Chambril no dia a dia das pessoas e da amplitude da sua presença em todas as etapas da vida, nasce um conceito que representa a empresa e o seu compromisso.

"Construímos uma plataforma para a marca da International Paper que é uma promessa para quem se relaciona com a empresa e também um suporte para o crescimento sustentável dos seus negócios. Nosso posicionamento é a manifestação da postura da empresa diante das questões que impactam o presente e o futuro do nosso mercado", concluiu Alessandra Fonseca, gerente de comunicação e marketing institucional da IP.

domingo, 22 de novembro de 2009

Novo produto Versatrac!

video

O novo powerpack EWF-80 da canadense Versatrac foi projetado para trabalhar com qualquer equipamento hidráulico que precise de energia elétrica adicional para sua operação.

No vídeo, uma escavadeira de pequeno porte (Komatsu) opera um cabeçote desbastador Denis Cimaf com o suporte de energia necessário fornecido pelo Powerpack EWF-80.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

ExpoCorma

Menos brasileiros do que esperado. Poucas inovações.

Mesmo assim, a mais importante feira florestal Chilena não deixa de estar interessante.

Todas as grandes marcas estão por aqui. As grandes empresas do Chile, como a Arauco também.
O destaque fica para as empresas florestais canadenses que lotam um pavilhão inteiro e o estande da John Deere através do seu distribuir Salfa.

Público pequeno no primeiro dia. Na quinta-feira, deve melhorar. Fiquem com algumas fotos. Amanhã posto mais.






















quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Consumam papel!

Sapeando pelos canais da tv a cabo um anúncio na Rede TV! me chamou a atenção. Era uma campanha institucional da própria emissora pedindo o consumo consciente de papel para salvar o planeta.

Diante do histórico brasileiro de produção de papel a partir de florestas plantadas esse tipo de campanha é inconcebível.

Ao longo dos anos o setor se organizou e se uniu em entidades como a Bracelpa (Associação Brasileira de Celulose e Papel) e Abraf (Associação Brasileiros de Empresas de Forestas Plantadas).

Os avanços tecnológicos, que fazem do Brasil referência mundial, também são conseqüência do investimento conjunto dessas empresas e apoio à instituições como Ipef (Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais) e Abtcp (Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel).

O que falta ainda, infelizmente, é a mesma união no trato de assuntos institucionais. Até quando ambientalistas e ecólogos se valerão da timidez do setor para propagar mitos? Até quando o setor se manterá apático diante de críticas absolutamente infundadas?

Somos um dos maiores produtores de papel e celulose do mundo. Um setor que gera milhões de empregos em toda a sua cadeia.

Um setor que deve se orgulhar por seus resultados. Mas se envergonhar por se mexer tão pouco quando o assunto é esclarecer melhor a sociedade e atuar, em conjunto, nesse sentido.

Em relação à campanha da Rede TV! seria, na minha opinião, conveniente que alguma entidade enviasse – ao menos – um pedido formal para a retirada desse vídeo do ar.

Enquanto isso, nós da Painel Florestal, continuamos incentivando o consumo do papel. Imprimam e repassem!

sábado, 17 de outubro de 2009

Orgulho de ser Painel Florestal...

Hoje, véspera da abertura do XIII Congresso Florestal Mundial que a Painel Florestal transmitirá ao vivo direto de Buenos Aires, quero parabenizar o Sr Luiz Ernesto George Barrichelo, diretor executivo do IPEF.

Na última sexta-feira, 16, recebi - com muita alegria - a primeira edição do IPEF Express (http://www.ipef.br/ipefexpress) a nova publicação online do Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais.

Não é de hoje que a comunicação eletrônica vem consolidando sua força no setor florestal. A maioria das associações, entidades, institutos de pesquisas e universidades possui seus sítios (websites).

Notícias, informações e artigos são propagados através de portais especializados.

E foi nesse contexto que surgiu, há apenas dois anos, a Painel Florestal.

Desde o início nossa proposta foi a de fazer uso das mídias eletrônicas em favor do setor florestal.

Objetivo que continuamos perseguindo mesmo enfrentando inúmeros desafios.

De qualquer forma, com muito orgulho podemos dizer hoje; "Somos o maior gerador de conteúdo em vídeo sobre o setor florestal da internet"! Podemos dizer mais: "Produzimos o único programa sobre o setor da tv brasileira"!

Bem... e que tal dizer: "Estamos transmitindo ao vivo, via internet, gratuitamente e pela primeira vez na história - para o mundo inteiro - uma edição do Congresso Florestal Mundial"!

E depois de tantas reportagens e coberturas, de tantas inovações e trabalhos pelo mundo afora, certamente o que mais nos orgulha é saber que qualquer pessoa - um estudante, por exemplo - pode ter acesso aos nossos vídeos, às nossas transmissões, enfim, ao nosso conteúdo, sem pagar nada por isso.

Vamos continuar aprimorando nosso trabalho. Com muito orgulho de ser Painel Florestal... e brasileiros!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O mundo dos Eucaliptos

Hoje trago dois links do Eucalyptus Online Book e Newsletter, do amigo Celso Foelkel.

O primeiro é um trabalho sobre o eucalipto no Uruguai.

http://www.eucalyptus.com.br/newspt_out08.html#tres

O segundo, um mapa elaborado pela empresa de Gustavo Iglesias Trabado (também citado no blog de Celso Foelkel), que apresenta os países com plantios comerciais de eucalipto.




http://git-forestry-blog.blogspot.com/2008/09/eucalyptus-global-map-2008-cultivated.html


quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Bons passos para o setor florestal

Dois momentos importantes para o setor de florestas plantadas nesta semana.

Na segunda-feira, 5, em Mato Grosso do Sul, a apresentação oficial do Plano Estadual de Desenvolvimento Sustentável do Setor Florestal.

Joésio Siqueira, da STCP, empresa responsável pela elaboração do plano, mostrou que o estado está pronto para receber os investimentos que, segundo ele, deve alcançar R$ 10 bilhões nos próximos anos.

A secretária de Estado de Produção e Turismo Teresa Cristina, que deve lançar sua candidatura à Câmara Federal, prestigiou o evento e demonstrou total interesse em continuar incentivando o setor.

Segundo ela, o governador André Puccinelli, ainda em pé de guerra com o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, também quer ver seu estado atraindo investimentos.

Em uma missão à China, a partir do dia 17, eles deverão levar na bagagem um resumo do Plano e um DVD produzido pela Painel Florestal.

Em Brasília, na terça-feira, 6, o lançamento da Agenda Estratégica do Setor de Florestas Plantadas reuniu parlamentares, associados da Abraf (Associação Brasileira das Empresas Produtoras de Florestas) e representantes de entidades.

O documento elaborado pela Câmara Setorial de Silvicultura foi entregue ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Reinhold Stephanes que prometeu executá-lo.

Na verdade, a agenda precisa ser colocada em prática por todo o setor. Ao menos, agora, há um ponto de partida. Nós, da Painel Florestal, estaremos de olho.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

BioBaler Harvesting System


Durante a Wood Week, em Québec, há duas semanas atrás, conheci o engenheiro Luc D`Amours da Anderson.

Ele falou "esse equipamento é bom para o Brasil".

Na hora, não entendi muito. Ontem, ele me mandou o vídeo da máquina operando.

Esse modelo, é o WB 55.



Comentários e sugestões para o Blog: blog@painelflorestal.com.br

domingo, 27 de setembro de 2009

Florestal Brasil e seus números...

Capital de R$ 1,1 bilhão. 2 mil empregos diretos. 4 mil empregos indiretos. 355 mil hectares de florestas plantadas.

Tudo isso, principalmente, no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A conversa é boa. A Florestal Brasil S.A. já nasce grande.

A meta é plantar 36 mil hectares em um ano. Prioritariamente em áreas degradadas, sem valor para agricultura e até para pecuária.

Números que impressionam... JBS+ MCL + Petros + Funcef + Vitória Asset Management...

Segundo Derci Alcântara, presidente da nova empresa, negócio para poucos - e bons - investidores...

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Maconheiro x desequilibrado


Assistir à troca de ofensas entre o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli e o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc me deixou enojado.

Conheço bem o governador e sei que ele é capaz de ofensas piores. O jeito "truculento" de Puccinelli se tornou característica dele. Impulsividade em suas declarações também.

Não é à toa que muitos "temem" o italianão.

Por outro lado, Carlos Minc também tem atitudes peculiares.

Transforma em "show" ações do Ibama. Em uma de suas atuações célebres, Minc (depois de chegar de helicóptero no meio de uma carvoaria) operou um trator na derrubada de fornos de carvão.

Sempre com seu coletinho.

Hoje, mesmo com agenda marcada, Puccinelli não foi recebido por Dilma Roussef em Brasília.
Seria uma retaliação?

De qualquer forma, talvez os dois tenham um pouco de razão. Não em suas defesas, mas sim, em suas acusações.

sábado, 19 de setembro de 2009

Washington, DC

Foi ótimo o day-off nessa sexta-feira.

Passear por Washington, DC me remeteu a boas memórias de minha infância.

E as razões são muitas.

No Museu da Aeroespacial conheci de perto o Blackbird, o avião invisível.

Lá também revivi os sonhos de quando queria ser astronauta.

No Museu da História Natural posei ao lado de um autêntico fóssil de Tiranossauro Rex. O mais temido dos dinossauros.

Depois, em um eficiente city tour, os pontos turísticos tradicionais que conhecia por filmes ou televisão: Memorial Abraham Lincoln (Forest Gump e Planeta dos Macacos); Casa Branca (Independence Day), entre tantos outros.

No fim do dia, uma visão da face do Pentágono, onde o boing 757 caiu em 11 de setembro de 2001.

Cenário do mais novo best-seller de Dan Brown - The Lost Symbol (lançado na última terça-feira), a cidade é um pouco mística. E linda.

Thanks. Estou voltando ao Brasil.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Voltando ao Brasil...

Hora de voltar para casa.

Ontem, reunimos brasileiros e amigos em um jantar de despedida.

Hoje viajamos para Washington, DC. Vou aproveitar para conhecer a "capital do mundo".
Chego domingo em Campo Grande. No mesmo dia, temos um almoço com pessoas ligadas ao setor florestal da região de Ribas do Rio Pardo (MS).

Vamos receber o Martin Sanchez Acosta, do Inta-Argentina. Também vamos lançar - informalmente - o Ribas Florestal 2010.

Vamos aproveitar para divulgar a nossa presença no Congresso Florestal Mundial em Buenos Aires. Evento que nós transmitiremos ao vivo.

Volto amanhã com fotos de Washington. Um merecido descanso, após uma intensa semana de trabalho.

Camila e Aldo (Fleury Malheiros), eu, Marcelo (Corus) e Luis (Timber Group)

Eu, John Forgách (Timber Group) e Cláudio Ortolan (GFP)

Rodrigo (Nemus) e eu

Aline (World Forestry Center), Flávia (Painel Florestal), Marcelo (Corus), Carlos Guerreiro (Timber Group), eu e Cláudio Ortolan (GFP)

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Brasil: o país das oportunidades...

Um palestrante, na manhã de hoje, teve a petulância de dizer que o Brasil não precisa de investimentos florestais.

Segundo ele, o país já possui capital suficiente para continuar crescendo nessa área.

De algum ponto de vista, ele pode até razão. Mas o fato é que o Brasil realmente consolidou o seu potencial. A presença dos brasileiros aqui em Portland é um sinal claro disso.

Em número de participantes, estamos em segundo. Atrás apenas dos americanos.

O interesse pelo país é evidente. Os que conhecem bem, já estão - de alguma forma - atuando no Brasil.

Os que não conhecem, estão interessados. Para eles, por exemplo, é impressionante o ciclo do eucalipto.

Quando se fala em madeira energética o país dá um banho nos concorrentes. Queimar uma árvore que demora 30 ou 40 anos para crescer é inaceitável por aqui.

Dai, a presença de muitos equipamentos que aproveitam os resíduos florestais depois da colheita. O bundler da John Deere, por exemplo, cumpre esse papel. Assista

No Brasil, florestas inteiras são plantadas com esse fim. E o melhor, gerando renda em seis ou sete anos.

As vantagens dos investimentos florestais não são poucas. Mesmo em tempos de crise.

José Leal, da Brazil Timber, falou um pouco sobre isso em um evento em São Paulo. Assista.

O próximo encontro desse tipo acontece em Nova Iorque. Uma nova rodada em São Paulo, em março.

E razoável pessimismo dos americanos que encontramos no Who Will Own The Forest? deve dar lugar à novas perspectivas.


This morning, a speaker had the audacity to say that Brazil does not need forestry investments.
According to him the country already has enough capital to keep growing in this sector.
In some way he is actually right. However, it is a fact; Brazil has consolidated its potential.
The presence of Brazilians here in Portland is a good sign of that.
We are second in number of participants, after Americans.
The interest in Brazil is evident. Companies familiar with the country are somehow already active in the country .
The ones not familiar with it are interested. As an example, for them the cycle of Eucalyptus is very impressive.
When the subject is wood energy Brazil is way ahead of its competitors. Burning a 30-40 year old tree is unacceptable around here.
Therefore, we see of a lot of equipments using forestry residues after harvesting.
As an example, John Deere’s bundler.
In Brazil all forests are planted with this purpose, and generate profit in 6-7 years.
Even in times of economic crises there are many.
José Leal, from The Timber Group spoke about this in an event in São Paulo. Watch
The next event of this kind takes place in New York. And a new round in São Paulo in March.
The pessimism we get form Americans at the Who Will Own the Forest? should give space to new perspectives.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Who Will Own The Forest? 5


Mais de 400 participantes.

O público do Who Will Own The Forest? 5 surpreendeu inclusive os organizadores.

Gente do mundo inteiro. Depois dos americanos, os brasileiros estão em maior número.

Ninguém da Argentina nem do Uruguai.

As apresentações estão baseadas na crise econômica mundial. E não poderia ser diferente.

Ao contrário do que eu imaginava, muitos grupos investidores desconhecem ou não tem interesse no Brasil.

São grupos mais tradicionais que atuam em um mercado mais "confiável" para eles.

Mesmo assim, é evidente que o Brasil continua chamando a atenção do mundo.

Dos palestrantes, dois são brasileiros. Aldo de Cresci Neto da Fleury Malheiros e Carlos Guerreiro, da Timber Group.

É deles, a missão de "vender" o Brasil.

Vamos conferir. Até amanhã!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

World Forestry Center

O World Forestry Center fica no Wasghinton Park. Ao redor, montanhas com florestas de pinus.

A bandeira do Brasil está presente. Do lado de fora e de dentro do instituto.

Os brasileiros são participantes costumeiros do programa de Fellowship. Aliás, voltaremos com mais detalhes sobre isso.

Aproveitamos para visitar o Discovery Museum, um museu dedicado às florestas.

Estão lá, toras cortadas de carvalhos centenários. Árvores petrificadas. Maquetes e vídeos informativos.

A floresta amazônica tem uma espaço só para ela.

O local, de fato, é muito interessante. Uma excelente iniciativa em favor da educação florestal e ambiental.
Ainda hoje, participamos da abertura do Who Will Own the Forest? 5. Amanhã começam as palestras.

Até lá!

domingo, 13 de setembro de 2009

A semana...

Depois de quatro dias no Canadá, chegamos em Portland, Oregon (EUA).

Aqui, a partir desta segunda-feira (14), acontece o Who Will Own the Forest? 5.

Vamos cobrir todo o evento com atualização em tempo real no twitter da Painel Florestal (www.twitter.com/PainelFlorestal).

Estamos produzindo várias reportagens para o programa de tv. Continuem acompanhando!

Como prometido, algumas fotos da Wood Week (na próxima semana voltaremos ao assunto!).

Michael Coté e Flávia (Painel Florestal) no estande da Taimi

Um dos produtos Taimi

Um dos maiores estandes da Semana da Madeira em Québec

Estande da Versatrac!

Esse equipamento tem potencial no mercado brasileiro (voltaremos falar sobre ele!)

Poucos participantes no sábado (13)

Cabeçote Feller Buncher GN Roy (eles usam produtos Taimi!)

Estande da Stihl

Serraria portátil.... (semana que vem, vídeo dela operando!)

Our Week

After 4 days in Canada, we arrived in Portland, Oregon (USA).
Here is where the World Forestry Center’s Who Will Own the Forest? 5 Summit will take place starting from Monday, September 14th.
The event will be covered in real time on Painel Florestal twitter (www.twitter.com/PainelFlorestal).
We are producing a lot of material for our TV program.
Please keep following us on the blog…..
As we promised, below are some of the pictures taken at the Wood Week Fair ( next week we will be talking more about this subject).
Photo# 1 Michael Coté and Flávia (Painel Florestal) at Taimi’s stand
Photo# 2 One of Taimi’s products
Photo# 3 One of the biggest stand at the Wood Week in Quebec
Photo# 4 Versatrac’s Stand
Photo# 5 This is a good equipment for the Brazilian market ( we will talk about it later)
Photo# 6 A few participants on the 13th
Photo# 7 Loader Feller Buncher GN Roy ( they use Taimis’products)
Photo# 8 Sthils’stand
Photo# 9 Portable sawmill (next week we will show it running!)

sábado, 12 de setembro de 2009

Wood Week

A Semana da Madeira em Québec é um evento relativamente pequeno.

Com a crise, o público não compareceu como esperavam os expositores.

De qualquer forma, conhecemos alguns produtos que têm potencial no mercado sul-americano.

Vou falar sobre isso na próxima semana.

Agora, partimos para Portland (Oregon).

O voo é longo.

Amanhã, trago algumas fotos e novidades da Semaine du Bois.

Até lá!

Wood Week

The Wood Week in Quebec is a relatively small event.
Due to the economic crisis the public was not what the exhibitors expected.
Besides the short number of participants we were exposed to some products with great potential for the market in South America.
We will talk about that next week.
Now, we leave to Portland.
It is a long flight!!
Tomorrow I will post some pictures and news of the Semaine du Bois.
See you then!!

Québec, a cidade mais bela do mundo


Seria exagero dizer isso? Talvez. Mas Québec é absolutamente encantadora.

Reúne charme e glamour Europeu (influência principalmente francesa) e modernidade e costumes norte-americano.

Gostaria de ficar mais... hoje, visitaremos a Wood Week ou Semaine du Bois. Uma feira que tenta vencer a crise do setor da madeira na região.

A Taimi, fabricante de conectores hidráulicos, expõe seus produtos e pretende ampliar sua atuação na América do Sul.

Michael Cote, diretor de vendas, nos espera.

Voltaremos, provalvemente, amanhã, já em Portland (EUA), com as novidades.

Até lá!


Quebec, the most beautiful city in the world

Is it too much to say that??? Maybe. However, Quebec is absolutely charming!!!
It combines the European charm and glamour (specially the French influence) with the modern customs of North America.
I wish we could stay longer….today we will be visiting the Wood Week or Semaine du Bois. A fair trying to overcome the crisis affecting the wood sector in the region.
Taimi, a manufacturer of hydraulic connectors expose their products, and look to expand their activities in South America.
Michael Cote, sales director, waits for us.
We will probably be back tomorrow, from Portland (USA) with more news.
See you then!!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Garras florestais

Com 35 anos, a Rotobec é referência na fabricação de rotatores, garras e carregadores.

Renaud Boubon faz parte dessa história. Começou como estagiário há 29 anos.

Com orgulho, ele nos mostrou todas as etapas da linha de produção.

Hoje, sexta-feira, é folga por aqui. Os funcionários trabalham 40 horas por semana e têm os finais de semana prolongado.

Mesmo assim, conseguimos perceber como a empresa se preocupada com todos os detalhes. A Rotobec fabrica praticamente todas as peças de seus produtos.


Entre os principais clientes da empresa estão John Deere, Komatsu e Caterpillar.


A Rotobec está presente em mais de 15 países , inclusive o Brasil.
Um das garras que vimos por aqui está sendo testada na Klabin. Com uma serra acoplada, a função dela é classificar as toras no pátio da fábrica.

Aliás, foi na Klabin que nós, da Painel Florestal, vimos a primeira garra Rotobec em um equipamento Tiger Cat.

Daqui, seguimos para Québec, onde participaremos amanhã, da Wood Week.

Antes, vamos almoçar com Sr Bourbon e sua simpática esposa, Sr Monique.

Volto mais tarde, com novidades!

Até lá!


Forestry grapples
With 35 years of experience, Rotobec is reference when it comes to rotators, grapples and loaders.
Renaud Boubon is part of this history. He started working in the company as an intern 29 years ago.
With pride he showed us every step of the production line.
Today is Friday and most employees are off. They work a 40 hour week and have extended weekends.
Still, we can see how the company is concerned about all its details.
Rotobec manufactures practically all parts of their products.
Among the company’s main customers are John Deere, Komatsu and Caterpillar.
Rotobec is present in over 15 countries, including Brazil.
One of the grapples we saw here is being tested by Klabin.
With a saw attached to it, its function is to sort the log in the factory’s backyard.
Moreover, it was at Klabin that we saw one of the first Rotobec grapples attached to a Tiger Cat.
From here we go to Quebec where we will be participating in the Wood Week.
Before that we will have lunch with Mr. Boubon and his sweet wife, Mrs. Monique.
We will be back later with more news.
See you then!!!

Denis Cimaf, Versatrac e Rotobec...

Ontem (10) foi um dia de excelentes surpresas.


Logo pela manhã, visitamos a Versatrac em Saint Raymond. Uma empresa fundada por quatro empreendedores.

Fomos recebidos por Dan, Hugo e Roch.


Eles fabricam versáteis geradores hidráulicos de energia. Acoplados em uma escavadeira, por exemplo, o Power Pack oferece energia suficiente para operar os cabeçotes desbastadores Denis Cimaf.

Na demonstração que assistimos, um cabeçote foi instalado em uma escavadeira Komatsu PC 120. Segundo os fabricantes, o Power Pack permite, em máquinas novas; o aumento da vida útil. Em máquinas antigas, uma sobrevida. Em máquinas menos potentes, a possibilidade de operar equipamentos que precisam de energia hidráulica.

A Versatrac também fabrica equipamentos como esse, o trator de esteira 350 LGP, excelente para limpeza de terrenos.


Além disso, estão em protótipo, um skider (Projeto da Denis Cimaf) e um outro trator, com rodas.



Voltando à demonstração, compreendemos exatamente o que os desbastadores Denis Cimaf podem fazer.

O modelo DAH triturou uma árvore de 40 centímetros de diâmetros em poucos segundos. Não foi diferente com os tocos.


Aqui no Canadá, os equipamentos Denis Cimaf são bastante usados na manutenção de áreas perimetrais a redes de energia e beiras de estrada. No Brasil, o foco inicial é a limpeza do solo para replantio de florestas.

No meio da tarde, em Québec, nos encontramos com o casal Bourbon, Sr Renaud e Sra Monique, da Rotobec.

Mais uma agradável surpresa.

Hoje, em Lac-Etchemins, vamos conhecer a fábrica de garras que também está atuando no mercado brasileiro.

Volto com novidades!



Denis Cimaf, Rotobec and Versatrac

Yesterday (September 10th) it was a day full of excellent surprises.
In the morning we visited Versatrac in St. Raymond. A company founded by four entrepreneurs.
We were welcomed by Dan, Hugo e Roch.
They manufacture versatile hydraulic power generators. Engaged in a bulldozer, for example, the Power Pack provides sufficient energy to operate Denis Cimaf Brushcutters’ head.
At the Demo we saw, a head was installed on a Komatsu PC 120 excavator. According to manufacturers, the Power Pack allows in new machines, a life increase. In older machines, an extra life, and on less powerful machines, it provides the possibility to operate equipment in need of hydropower.

Versatrac also manufactures equipment such as this, the track-type tractor 350 LGP, excellent for clearing land.
Moreover, there are in prototype, a skider (Project Denis Cimaf) and another tractor with wheels.

Back to the Demo we understand exactly what a Denis Cimaf brushcutter can do.

The DAH model crunched a tree 40 inches in diameter in seconds. It was not different with the stumps.

Here in Canada, Denis Cimaf equipment are widely used in the maintenance of the perimeter areas of energy and road borders. In Brazil, the initial focus is to clean the soil for replanting forests.

By mid-afternoon in Quebec City, we met with the couple Mr. Renaud Bourbon and Mrs. Monique, from Rotobec.

Another pleasant surprise.

Today, in Lac-Etchemins, we will visit the grapple factory that is also acting in the Brazilian market.

I'll be back with news!

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Obrigado, Sr Laurent!


Experimentar a hospitalidade canadense tem sido uma agradável experiência.

Há exatamente um ano, quando estivemos em Halifax, para acompanhar a Demo International, nos apaixonamos por esse belo país.

Antes de falarmos de máquinas e florestas, negócios ou mercado, preferimos falar das pessoas que temos o prazer de conhecer por onde passamos.

Ontem, jantamos com Sr Laurent Denis (presidente da Denis Cimaf) e sua simpática esposa, Sra Monique.

Em breve, retribuiremos essa hospitalidade no Brasil.

Obrigado, Sr Laurent! Obrigado, Sra. Monique.


Thank you Mr.Laurent!!

Experimenting the Canadian hospitality has been a pleasant experience.
Exactly one year ago when we were in Halifax, at the Demo International, we fell in love with this beautiful country.
Before we talk about machinery and forestry, business or market, we prefer to talk about the people we are pleased to meet on our journeys.
Yesterday, we had dinner with Mr. Laurent Denis (Denis Cimaf president) and his sympathetic wife, Mrs. Monique.

Soon, we will reattribute their hospitality in Brazil.

Thank you, Mr. Laurent! Thank you, Mrs. Monique

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Em Roxton Falls...

A bordo de um Embraer, da United, chegamos no Canadá por volta das 11 horas da manhã desta quarta-feira, dia 09. Dia quente por aqui.


Anik Tremblay nos esperava no aeroporto de Montreal.

De lá seguimos para Roxton Falls, uma pequena e bela cidade da província de Québec, onde está a fábrica da Denis Cimaf.


O presidente e fundador da empresa, Sr Laurent Denis nos recebeu com um entusiasmo característico de quem é apaixonado pelo que faz.

Sua empresa é sua vida. Nenhum detalhe passa despercebido dos seus olhos atentos e experientes.

Cada equipamento fabricado por ele é motivo de orgulho. Dele, e de sua família. A esposa e três filhos também trabalham na empresa.

Denis fala um pouco sobre o setor florestal no Canadá.Ele está preocupado. As florestas que ainda podem ser exploradas estão ficando cada vez mais longe e mais caras.

Mas e o Brasil? Sr Laurent está animado. Faz aulas de português e planos para um mercado "extremamente promissor".

Atualmente, a empresa faz testes em áreas florestais de empresas de celulose. Os resultados são interessantes. Um hectare a cada 2,83 horas. "Esperava 4 horas, inicialmente", ressalta.

Em breve, pretende montar os seus desbastadores-trituradores no Brasil. No Paraná, a Bruno Industrial ganha um parceiro de peso.

Direto de Roxton Falls.... para as florestas de todo o Brasil.



In Roxton Falls

It is on board a United Embraer jet that we arrive in Canada around 11 AM on Wednesday, September 9th. It is very hot around here!!
Anik Tremblay waits for us at the airport in Montreal.
From the airport we go to Roxton Falls, a small and beautiful city in the province of Quebec where Denis Cimafs’ factory is located.
The president and founder of the company, Mr. Laurent Denis received us with a characteristic enthusiasm of who is passionate about what he does.

His company is his life. No detail goes unnoticed by his alert and experienced eyes.
Each piece of equipment manufactured by him is a matter of pride. Him and his family. His wife and three children also work in the company.

Denis talks a bit about the forest sector in Canadá. He is concerned. The forests that can still be explored are getting farther and more expensive.

But what about Brazil? Mr. Laurent is excited. He takes classes in Portuguese and thinks the market is "extremely promising".

Currently, the company is testing its machines in forest areas of pulp mills. The results are interesting. One hectare every 2.83 hours. "I hoped to 4 hours initially," he points out.

Soon, he wants to mount their brushcutters in Brazil. In Paraná, Bruno Industrial establishes a strong partnership.

Direct from Roxton Falls.... to forests throughout Brazil.